11 de junho de 2021 10:53

Sergipe prorroga primeira etapa de vacinação contra a Febre Aftosa


Mapa prorrogou para o dia 30 de junho o prazo da vacinação contra doença

Em decorrência das dificuldades na logística de distribuição das vacinas contra a Febre Aftosa em alguns municípios sergipanos, criadores de bovinos e bubalinos tiveram problemas na hora de adquirir seus imunizantes nas casas de revendas do produto. Diante disso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), atendendo ao pedido da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), prorrogou para o próximo dia 30 de junho o prazo final da vacinação dos animais de todas as idades e, para o dia 10 de julho, o prazo limite para a declaração.

O prazo final da campanha era no último dia 30 de maio, porém, após avaliar os primeiros relatos de dificuldade na aquisição das vacinas, a Emdagro requereu junto ao Mapa a prorrogação dessa primeira etapa. “Alguns criadores se dirigiram à Emdagro relatando dificuldades na aquisição diante da escassez do imunizante em seus municípios. Fomos à campo e nos deparamos com essa realidade e percebemos que a logística de distribuição das vacinas aqui no Estado estava desproporcional, não contemplando municípios mais afastados dos principais centros”, comentou a Diretora de Defesa Animal de Vegetal da Emdagro, Aparecida Andrade, acrescentando que outros Estados também apresentaram esse mesmo problema de distribuição de vacinas.

“Sergipe vem ao longo dos anos mantendo uma cobertura vacinal superior aos 95% exigidos pelo Mapa, mantendo o status de zona livre de Aftosa com vacinação há 26 anos, por isso, precisamos que todos os animais – de mamando a caducando – sejam vacinados nessa primeira etapa da campanha, afim de não colocarmos em risco o nosso status de zona livre da Febre Aftosa com vacinação e garantir que, num futuro bem próximo, sejamos zona livre da doença sem vacinação”, frisou a diretora.

A diretora reforça ainda que, com o problema de logística resolvido, os criadores que ainda não vacinaram seu rebanho deverão fazer até o final do novo prazo, sob pena de pagamento de multa e adoção de outras medidas administrativas, como a proibição de comercializar seu rebanho. E uma vez vacinados os animais, deverá declarar que o fez até o dia 10 de julho nos escritórios da empresa ou pelos meios digitais, a exemplo do Sistema de Integração Agropecuária (Siapec3), no site da Emdagro (www.emdagro.se.gov.br) ou pelo WathsApp, através do número 79 9 9191-4341 ou, se preferir, pelo e-mail: codea@emdagro.se.gov.br.

Last Updated on 11 de junho de 2021 by carlos.mariz