5 de março de 2021 10:38

Parceria entre Governo do Estado e Ministério do Meio Ambiente vai tratar do manejo sustentável de terras no Semiárido sergipano


O Projeto será executado pela Emdagro para a implementação das boas práticas para a redução e reversão da degradação das terras em Sergipe

Combater os processos de desertificação e degradação das terras do semiárido sergipano por meio do fortalecimento da estrutura de governança do manejo sustentável da propriedade, esse é o objetivo do Projeto “Manejo do uso sustentável da terra no Semiárido do Nordeste brasileiro – Sergipe” discutido em reunião entre a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emagro) e representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA), ocorrida na última quarta-feira (03), na sede da empresa, em Aracaju.

Estiveram presentes o presidente da Emdagro, Jefferson Feitoza de Carvalho, acompanhado do Diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural, Antônio Reis, da coordenadora de Ater Izildinha Dantas e os técnicos envolvidos com o projeto Elizabeth Campos e Pedro Calasans, respectivamente, além da Diretora do MMA Ivana Guerreiro e o assessor para o projeto em Sergipe, Thiago Roberto, que discutiram os termo da parceria firmada entre o Governo do Estado, através da Emdagro, Sedurbs, Ibama, Adema e Seagri, e o Ministério visando a execução, por parte da empresa, do Projeto BRA/14/G32 que prevê, dentre outras coisas, a implantação, multiplicação e escalonamento de ações voltadas ao manejo sustentável de terras na região do Alto Sertão e Áreas Suscetíveis à Desertificação de Sergipe (ASD-SE).

O projeto contempla ainda a capacitação de 280 pessoas, entre agricultores familiares, colaboradores e tratoristas em técnicas e práticas conservacionistas. Além disso, visa também a realização de preparo de solo mecanizado e plantio em 100 propriedades da agricultura familiar no Semiárido sergipano, de modo a iniciar o processo de mudança no trato com os recursos água e solo e prevenção e contenção dos processos erosivos na região. “Nesse contexto, com a implementação das boas práticas em parceria com a Emdagro, o projeto deverá gerar impactos positivos na redução e reversão da degradação das terras em Sergipe, favorecendo o processo de transição para uma agricultura mais sustentável”, comentou o Presidente da Emdagro, Jefferson Feitoza de Carvalho.

Segundo a Diretora do Ministério do Meio Ambiente, Ivana Guerreiro, o processo está em fase de licitação. “Nós estamos aqui para tratar sobre a execução desse importante projeto, bem como da contrapartida do Estado que deve constar de todas as ações do Governo sobre o Território do Alto Sertão Sergipano que contribuem para a redução da desertificação. Uma vez viabilizada a licitação, o projeto vai beneficiar 8 municípios de Sergipe: Nossa Senhora da Glória, Monte Alegre, Poço Redondo, Porto da Folha, Itabi, Nossa Senhora de Lourdes, Canindé do São Francisco e Gararu”, frisou.

A diretora explicou ainda que o Ministério do Meio Ambiente e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) vem implementando o Projeto Manejo do Uso Sustentável da Terra no Semiárido do Nordeste Brasileiro (Sergipe). “Esse projeto foi elaborado com objetivo de otimizar e coordenar os programas existentes para promover o fortalecimento da estrutura de governança do manejo sustentável da terra e aplicar tecnologias socioambientais para reverter a degradação nas áreas suscetíveis à desertificação de Sergipe, e conta com o apoio financeiro do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF – sigla em inglês)”, detalhou Ivana Guerreiro.