3 de fevereiro de 2021

Parceria entre Caixa Econômica e Emdagro fomenta linhas de Crédito Rural em Sergipe


Cooperação entre órgãos visa facilitar acesso de produtores rurais a financiamentos bancários para desenvolver negócios agropecuários

Com o objetivo de fomentar o Crédito Rural para produtores sergipanos, a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) e sua diretoria de Assistência Técnica e Extensão Rural reuniram-se com representantes da Caixa Econômica Federal, na última segunda-feira (01). Durante o encontro, realizado na sede da Emdagro, em Aracaju, a instituição financeira apresentou diferentes linhas de crédito voltadas a investimento, custeio, comercialização e industrialização de negócios agrícolas ou pecuários.

Representando a Caixa, o gerente-geral de Rede Edmilson Nascimento Santos e o gerente de Varejo Crystofen Felype Nunes, ambos da agência Marcelo Montalvão, localizada em Estância, apresentaram diferentes linhas de crédito disponíveis: para aquisição de animais (tanto gado de leite quanto de corte); para custeio agropecuário (insumos, vacinas, medicamentos e rações); e, para comercialização da produção, industrialização e estocagem (tanto para pessoa física quanto jurídica).

“Vemos a Emdagro como um parceiro fundamental neste círculo, entre financiamento bancário e o produtor. Sem a Emdagro, não teríamos como acessar o produtor e apresentarmos, através de toda a sua expertise, um crédito bem orientado para ele”, disse o gerente de Varejo, Crystofen Felype Nunes. Ainda segundo o gerente, a Caixa tem linhas com recursos obrigatórios, como o Pronaf [Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar] e o Pronampe [Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte], que possuem taxas subsidiadas pelo governo.

Para o presidente da Emdagro, Jefferson Feitoza, a parceria com a Caixa visa fomentar o desenvolvimento do agronegócio no Estado. “Através de linhas de crédito específicas, com taxas subsidiadas, juntamente com a nossa assistência técnica, será possível aos produtores rurais acessarem as opções de crédito e identificarem a que mais se encaixa às suas necessidades”, disse o presidente, acompanhado pelo diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), Antônio Reis, além de coordenadores de áreas e de escritórios regionais da empresa.