11 de novembro de 2019 11:53

Emdagro lança prêmio Rosalvo Alexandre para homenagear profissionais e parceiros da empresa


A Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) lançou, nesta quarta-feira, 06, o Prêmio Rosalvo Alexandre, com o objetivo de premiar profissionais e parceiros que tenham se destacado nas suas atividades em prol dos produtores rurais sergipanos. Essa será a 1ª edição do prêmio e a solenidade de premiação acontecerá no dia 06 de dezembro de 2019, no auditório da empresa.

 

Segundo o regulamento, poderão ser premiados profissionais em atuação na Emdagro, que tenham desenvolvido relevantes trabalhos em quaisquer áreas da empresa, desde a área administrativa até a execução de ações no campo. Outra categoria da premiação é destinada a profissionais parceiros que se destacaram em ações de apoio e participação nos trabalhos da Emdagro.

 

A comissão julgadora será composta de três membros e realizará o processo de indicação e classificação dos profissionais a serem homenageados, segundo explica o presidente da Emdagro, Jefferson Feitoza. “Cada funcionário da empresa indicará três homenageados e, ao final, eles serão selecionados pela comissão julgadora, que cruzará critérios como pontualidade e assiduidade, cumprimento de prazos, índices de resultado entre as metas de trabalho programadas anualmente, bem como o zelo com a manutenção dos equipamentos e instalações de trabalho da empresa”, detalha.

 

Como critérios subjetivos, a comissão analisará a inovação e a qualidade dos serviços realizados, o atendimento ao público interno e externo, o relacionamento e a urbanidade com os colegas e público em geral. “Com a premiação, a Emdagro visa valorizar os profissionais que dão o melhor de seu conhecimento e de sua energia para qualificar a Assistência Técnica e Extensão Rural prestada à população sergipana”, conclui o presidente Jefefrson Feitoza.

 

Biografia

 

O prêmio leva o nome de Rosalvo Alexandre de Lima Filho, Engenheiro Agrônomo que foi servidor da Emdagro, onde ingressou em 1973. Para além dos serviços prestados à empresa, Rosalvo se notabilizou pela militância política, iniciada ainda no colégio estadual Atheneu Sergipense, quando integrou a base estudantil do Partido Comunista Brasileiro (PCB). Preso na Operação Cajueiro, ele foi torturado durante a ditadura militar. Foi filiado ao Movimento Democrático Brasileiro, que deu origem ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), vindo a fundar, juntamente, com o ex-governador Jackson Barreto, o partido em Sergipe. Foi vereador por Aracaju no período de 1989 a 1993. Além de servidor, Rosalvo também compôs o Conselho de Administração da Emdagro e, mesmo quando debilitado, fazia questão de participar das discussões, dando relevantes contribuições para o fortalecimento da ATER pública. Faleceu em junho de 2015, aos 69 anos, deixando três filhos.

Last Updated on 11 de novembro de 2019 by carlos.mariz