24 de maio de 2020 20:15

Emdagro completa 58 anos de ações voltadas ao povo rural sergipano


Empresa desenvolve software para rastreamento de agrotóxicos no Estado e ganha destaque pelo alto índice de vacinação contra Febre Aftosa em 2019

 

Nesta quinta-feira (24), a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) completa 58 anos de ações para fortalecer as cadeias produtivas da agropecuária sergipana. Responsável por realizar Assistência Técnica e Extensão Rural, Defesa Animal e Vegetal, Pesquisa e Ações Fundiárias, a empresa foi criada em 1962, através de convênio entre o Governo de Sergipe, o Banco do Nordeste do Brasil S/A e a Arquidiocese de Aracaju. Com sede na capital (Aracaju), a empresa atua em todo o Estado através dos escritórios regionais nos municípios de Boquim, Lagarto, Nossa Senhora da Glória e Propriá, e 32 escritórios locais.

 

Atualmente, a empresa realiza o desenvolvimento de novo software para rastreamento do comércio e uso de agrotóxicos em todo o Estado, o que possibilitará ampliar e melhorar o controle sobre a aplicação de agrotóxicos, beneficiando produtores e consumidores de produtos agropecuários em geral. “São 58 anos de história, construindo a credibilidade e a capacidade de se reinventar para superar os desafios da atualidade, e não são poucos. A Emdagro conta com uma equipe de trabalho comprometida com a família rural, que é maior riqueza da empresa. Por isso, quero parabenizar, agradecer e abraçar a todos que dão a alma e o coração por nossa instituição”, celebrou o presidente da Emdagro, Jefferson Feitoza de Carvalho.

 

Uma ação que mereceu destaque, em 2019, foi o sucesso da cobertura vacinal contra a Febre Aftosa, com índice de 96,24% de vacinação em todo o rebanho de bovinos e bubalinos, o que deu à Sergipe o status de área livre da doença com reconhecimento internacional. Durante o mesmo ano, em outras ações, a empresa prestou assistência a 33.858 agricultores familiares e produtores sergipanos e beneficiou 2.151 produtores rurais com a emissão de títulos de propriedade. Além disso, fez visitas técnicas a propriedades rurais em comunidades e a centenas de organizações rurais no campo do associativismo, além de realizar capacitações e eventos técnicos que beneficiaram 5.334 produtores rurais e profissionais de diversas áreas.

 

Vale destacar que a Emdagro nasceu com outro nome, lá em 1962. Criada como Serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural de Sergipe (Ancar-SE), a empresa surgiu com o objetivo inicial de incluir a grande massa de trabalhadores da agricultura nos benefícios das leis trabalhistas. Ao longo de sua história, a instituição se tornou a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), depois foi transformada em Departamento de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Deagro) e, já na gestão do ex-governador Marcelo Déda, voltou a ser Emdagro, permanecendo assim até hoje.

 

Atuação

 

A Emdagro executa diversos programas e projetos governamentais para o desenvolvimento e fortalecimento das cadeias produtivas da agropecuária. Dentre eles, está o programa de Distribuição de Sementes, que investe R$ 1.432.485,00 na aquisição e distribuição gratuita de sementes certificadas de milho e arroz, beneficiando mais de 18.750 agricultores familiares. Além disso, também atua no Programa Mais Palmas para o Sertão, que distribui sementes de palma e sacos de fertilizantes para 1.221 agricultores familiares do sertão sergipano, a partir do investimento de R$ 776 mil. Outro grande campo de atuação é no Programa de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), onde atua com o objetivo de melhorar a genética do rebanho ao inseminar vacas de pequenos criadores em 12 municípios do semiárido, num investimento total de R$ 155 mil reais.

 

No âmbito do meio ambiente, a Emdagro desenvolve o Programa Água Doce que, com recursos financeiros aplicados através da SEDURBS/SERHMA, implanta e gerencia sistemas de dessalinização de águas subterrâneas em 29 comunidades rurais do semiárido sergipano. Ainda na área do meio ambiente, o Programa Águas de Sergipe já investiu mais de R$ 3.255.000,00 no desenvolvimento de Sistemas de irrigação em pequenas propriedades, no reflorestamento de matas ciliares ao Açude Macela. No desenvolvimento de ações referenciais de combate à pobreza e apoio ao desenvolvimento rural sustentável, a Emdagro realiza o Programa Dom Hélder Câmara. Nos arranjos produtivos, implantou projetos agropecuários e não agropecuários através do Projeto Dom Távora. Já para a ação de redução do desemprego sazonal decorrente das entressafras dos cultivos e cana de açúcar e da citricultura, atua no Programa Mão Amiga.

Last Updated on 24 de maio de 2020 by angelo.oliveira