26 de fevereiro de 2019 08:38

Setecentos agricultores são capacitados pela Emdagro dentro do Programa Águas de Sergipe


   “Gostei da alegria de como fomos recebidas, gostei de ver o manejo, de aprender a fazer o adubo, produtos para matar as pragas da nossa lavoura, gostei da irrigação, gostei de ver os tipos de solo, de quando ele está fértil e quando ele está ruim. Gostei de tudo que vi e aprendi e vou usar no meu dia a dia,” esse é o sentimento de felicidade de d. Heliene Jesus Santos Santana, agricultora da Comunidade Tapera da Serra, município de Campo do Brito, após participar da capacitação em Gestão de Recursos Naturais com ênfase em Irrigação, Manejo de Água e Solo e Agroecologia, oferecida pelo Governo do Estado, sob a coordenação da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), aos agricultores familiares de comunidades localizadas na Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe.
Assim como dona Heliene, a agricultora Greice dos Santos Ferreira, da Comunidade Antas, em Malhador, não escondeu sua satisfação por ter participado das capacitações e, a cada orientação recebida, demonstrava surpresa com as novas descobertas. “Esses dias do curso estão sendo ótimos, pois é um aprendizado a mais. O que mais gostei foi sobre planejamento do solo e como fazer uma amostra pra saber colocar a quantidade de adubo, pois aqui a gente coloca muito e aprendemos que não é assim”, frisou ela.
O que tanto as agricultoras Greice e Heliene têm em comum é que ambas fazem parte do grupo de 700 agricultores familiares já capacitados pela Emdagro, dentro do Programa Águas de Sergipe, que proporcionou a cada um a participação em vários eventos, a exemplo de cursos, dias de campo, oficinas, intercâmbios e campanhas educativas.
Até o final de abril, mais 300 agricultores dos municípios de Itabaiana, Malhador, Campo do Brito, Ribeirópolis, Moita Bonita e Areia Branca passarão por esse processo formando, assim, um universo de 1.000 agricultores capacitados em Gestão de Recursos Naturais. Além de agricultores, o Programa prevê também a capacitação de 50 técnicos que prestam assistência técnica a esse público.
Segundo a Assessora técnica da Emdagro, Eugênia Ramos, o objetivo geral deste trabalho é a capacitação de agricultores familiares e técnicos colaboradores, com vistas a aprimorar a capacidade dos envolvidos no manejo racional dos recursos naturais, em especial dentro dos eixos da conservação da água e solo, manejo racional da água na irrigação e produção agroecológica. Para a realização dessas capacitações foi contratada uma empresa especializada na área.
“O que se espera com a capacitação é uma melhoria, por parte dos agricultores, no manejo da água e do solo, o aprimoramento nas técnicas de cultivo em sistemas de base agroecológica, a organização do público perante o comércio de produtos locais e o incremento da renda das famílias”, ressaltou a assessora.
Além da irrigação, manejo de água e solo e agroecologia, os agricultores capacitados tiveram a oportunidade de receber informações sobre boas práticas de fabricação de alimentos, onde foi enfatizada a importância da higiene como forma de minimizar os processos de contaminação dos alimentos.
O processo de capacitação possibilitou ainda o envolvimento dos filhos de agricultores, que tiveram a oportunidade de participar das campanhas educativas de destinação segura e adequada do lixo, assim como plantio de árvores, onde foram destacados problemas relacionados com a destinação inadequada do lixo, saúde pública, com o desmatamento e os efeitos nefastos sobre os recursos hídricos.

 

 

 

 

 

 

 

Last Updated on 26 de fevereiro de 2019 by carlos.mariz